Make your own free website on Tripod.com
Creatina

 
        Ela  é  mais  poderosa  que  os  suplementos  alimentares  comuns , mas  não  chega a ser  um anabolizante proibido . A bola da vez entre os cultores da boa forma e do alto desempenho atlético é a creatina , uma substância do organismo encarregada de levar combustível aos  músculos, que  é fabricada em laboratório  para ser ingerida  como  suplemento  alimentar . É  a  poção mágica para quem quer alguns quilos a mais de músculos no corpo . Na Itália acabou sendo o estopim do maior escândalo  em  torno  de  substâncias  proibidas  no  esporte . No  Brasil  tem  sido  usada aberta e legalmente tanto pelos jogadores do Corinthians , como por milhares de de anônimos atletas de fim de semana  e  frequentadores de academia . "Estava cansado , com dores musculares . Tomei e me senti bem ", diz o atacante Marcelinho , do Corinthians . "Usei uma  vez  antes de uma corrida de 6 quilômetros e senti as pernas bem leves no início , mas desmaiei no final ",conta a personal trainer e maratonista nas horas vagas Carla D'Alessio , 30 anos .
        A  primeira  vez  em  que  se  falou de creatina foi nas olimpíadas de Barcelona , em 1992 . O velocista inglês Linford Christie creditou sua vitória nos 100 metros rasos aos efeitos da droga . Quatro anos mais tarde , o  suplemento fazia parte da dieta da maioria dos atletas que participaram dos Jogos de Atlanta . Hoje virou  e causa polêmica  .  Na Itália  ,  as  denúncias  sobre  o  uso  de  creatina por jogadores de futebol desencadeou um escândalo de grandes proporções  sobre o  uso  de doping no esporte do país . As autoridades esportivas e  os  cientistas  não  sabem  afirmar com certeza se a creatina é doping ou não . Há dúvida sobre se ela atua  de  forma natural no organismo ou  se  altera  artificialmente  o  desempenho  do  atleta   . Como  o  seu  uso  na  forma  sintética  é relativamente recente , as pesquisas ainda não apontam  resultados conclusivos . Os cientistas ainda não formaram um consenso a respeito dos reais benefícios  da  droga . Os  eventuais males que uso prolongado pode provocar também são desconhecidos .
        A creatina funciona como um comboio químico que leva aos músculos o  combustível  de  que eles mais precisam quando executam movimentos de velocidade e explosão . Ela  ajuda  também  a aumentar a massa muscular dos atletas . O médico Renato Lotufo , do Corinthians, a tem  receitado para alguns de seus jogadores : "Mas ela não tem  um  efeito  mágico  e  só  funciona  associada  ao treinamento intensivo , à boa nutrição e a outros suplementos alimentares ", ressalva.
        A nutricionista Tânia Rodrigues , que  dá  assessoria  ao  time  de  vôlei  do  Suzano , uma das melhores do país , também toma cuidado ao ministrá-la a seus atletas : "Só usamos  na fase decisiva do campeonato , porque o uso prolongado anula o seu efeito".Seu emprego excessivo revela  alguns efeitos indesejáveis , como a ocorrência de cãibras ou o aumento de peso . "Podem-se ganhar  de 2 a 3 quilos em uma semana ", diz a nutricionista Wanessa Carlson . Mesmo assim , a  creatina á cada vez mais utilizada pelos frequentadores de academia que querem ganhar musculatura  . "Trata-se  de um gasto  e um  esforço inúteis , porque  os  efeitos da  creatina são  passageiros " , afirma  Herbert Lancha , da Universidade de São Paulo . Ponha ganho nisso . O mercado de suplemento , categoria em que se classifica a creatina , fatura 1 bilhão de dólares por ano nos Estados Unidos .
 
1.Substância natural produzida pelo fígado , a creatina é responsável pelo fornecimento de combustível aos músculos em movimentos intensos e rápidos de curta duração 
2.Em sua forma sintética , é usada por atletas que buscam velocidade e explosão ou aumento de massa muscular , como corredores de 100 metros ou levantadores de peso .
3.Os efeitos colaterais são ainda pouco conhecidos , mas o uso em excesso pode causar problemas renais , espasmos musculares ou aumento de peso.
4.É encontrada em alimentos como a carne. Como suplemento , é vendida livremente em farmácias e lojas de produtos naturais em forma de cápsulas , tabletes ou pó . O preço varia entre 6 e 60 reais .(Outubro 98)
 
Fonte de Pesquisa : Artigo retirado da Revista Veja - Outubro/98